Alice Galeffi é editora por vocação e designer por necessidade. Após um ano e meio cursando letras na PUC-Rio, foi estudar história da arte e comunicação na Auckland University (Nova Zelândia). De lá seguiu para Londres, onde fez cursos de curadoria, teoria da arte e design, na Central Saint Martins e Chelsea University. Além de cocriadora e designer da revista Nin, ela hoje comanda a editora Guarda-Chuva.

 

Ally Carter é autora de séries de sucesso no segmento jovem, dentre elas Garotas Gallagher e Ladrões de Elite. A editora Guarda-Chuva publicou seu novo livro Em queda livre, o primeiro da trilogia Segredos Diplomáticos. Traduzida em mais de 20 países, figurou em diversas listas de mais vendidos, inclusive no New York Times, com mais de 2 milhões de exemplares vendidos. Nasceu em 1974, em Oklahoma, onde vive atualmente.

Andre Bello é carioca nascido em 1973. Integra a equipe realizadora do TEDxRio, aclamada conferência multidisciplinar que apresenta palestras das mentes mais brilhantes do planeta, sob o lema “ideias que merecem ser espalhadas”. Tendo como referências os temas de sustentabilidade, tecnologia, sociologia e filosofia, sua carreira acadêmica percorreu o Desenho Industrial e o Marketing Estratégico. Hoje atua como consultor, professor, articulista e palestrante sobre design thinking, inovação e criatividade. Na contramão da cultura urbana, mora desde 2004 em Búzios, interior do Rio de Janeiro. Descubra mais em www.andrebello.com.br

Doutora em psicologia, especialista em ciências cognitivas e funcionamento cerebral e diplomada em neurociências, Béatrice Millêtre é psicoterapeuta e professora nas universidades de Paris V e Bordeaux 2. Membro da Association Française de Thérapies Comportamentales et Cognitives, da  Association Française des Troubles Anxieux e da Fédération Française de Psychothérapie, fundadora e diretora do Grupo Francófono de Intercâmbio sobre a Prática das Terapias Cognitivo-comportamentais, trabalhou em colaboração com vários centros hospitalares universitários e participa regularmente de congressos.

 

Edoardo Boncinelli é um dos geneticistas mais respeitados pela comunidade médica mundial. Nascido na Itália e com uma vida dedicada à pesquisa e à divulgação científica, sabe como se comunicar com o grande público, tratando de assuntos muitas vezes polêmicos e de difícil entendimento de maneira prática. Ensina Fundamentos Biológicos do Conhecimento na Università Vita-Salute San Raffaele, escreve no Corriere della Sera e, entre seus últimos livros publicados na Itália destacam-se A ética da vida (L’etica della vita, 2008), O macaco inteligente (Lo scimmione intelligente, com Giulio Giorello, 2009) e Por que não podemos não nos declarar darwinistas (Perché non possiamo non dirci darwinisti, 2009).

 

Elizabeth Koosed é escritora, professora de Pilates e life coach certificada pelo Bridge Coaching Institute. É formada pela NYU, onde concentrou seus estudos na “cura por inteiro” (Healing the Whole Person). A autora orientou familiares, amigos e clientes em seus relacionamentos e desafios de vida, ao mesmo tempo aplicando estratégias de coaching às suas próprias experiências amorosas, com pessoas de diferentes partes do mundo.

 

Fabiane Pereira é jornalista, sócia da Valentina Comunicação – empresa voltada para criação, divulgação e produção de projetos musicais – apresentadora, roteirista, produtora cultural e programadora musical do programa Faro MPB, da Rádio MPB FM. Trabalha com música há mais de dez anos e espera que assim seja para o resto da vida.

 

Fran Junqueira nasceu em 1986 e mora no Rio de Janeiro, num apartamento cheio de plantas e monstros divertidos. É formada em Artes Visuais pela UERJ, mestre em Processos Artísticos Contemporâneos pela mesma universidade e já ilustrou mais de uma dezena de livros. Adora tomar chá e desenhar, mas a coisa que mais ama é receber uma história e dar vida a ela com cores e personagens!

Jana Glatt nasceu no Rio de Janeiro, em 1987. Designer gráfica formada pela PUC-Rio, trabalhou na criação da identidade visual das Olimpíadas de 2016 (Tátil Design) e no projeto do MAR (Museu de Arte do Rio). É pós-graduada em ilustração para publicação infantil e juvenil pela universidade EINA, de Barcelona. 

Nascido em Toledo, em 1939, José Antonio Marina é um dos mais influentes pensadores espanhóis da atualidade. Professor de Filosofia, realizou estudos sobre Fenomenologia, Psicologia, Genética, Neurologia e Linguística. Em 1992, publicou o primeiro de seus mais de 25 livros e, a partir de então, recebeu vários dos principais prêmios culturais de seu país, entre eles o Premio Anagrama de Ensayo e o Premio Nacional de Ensayo. Em 2002, assumiu a condição de pesquisador independente. Mantém uma coluna no jornal El Mundo, é conferencista e constantemente convidado a participar de debates públicos. De sua autoria, a editora Guarda-Chuva publicou O quebra-cabeça da sexualidade e Teoria da inteligência criadora.

 

José Enrique Barreiro é poeta, jornalista e editor, “necessariamente nessa ordem”, diz ele. Nasceu em 1955, em Salvador, Bahia. Aos 16 anos já trabalhava como repórter no Jornal da Bahia. Ainda em Salvador, foi crítico de arte do jornal A Tarde,  diretor da TV Educativa da Bahia e coordenador editorial das publicações especiais do Grupo Odebrecht. Em 1991, transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde mora. Em 1997 publicou O mapa do acaso (poemas), pela editora Topbooks  e, no ano seguinte, fundou a Versal Editores, empresa que deu origem ao Grupo Editorial Versal.

 

Juliana Rocha, cearense de nascimento e carioca de coração, criou a série #copacabanasentimental em 2013, sete anos após sua chegada ao Rio de Janeiro. Formada em jornalismo pela UFRJ, é fotógrafa e sócia do site de estilo carioca RIOetc. O livro de fotografia Copacabana sentimental é seu primeiro trabalho publicado.

 

Letícia Gicovate é redatora publicitária e atuou como figurinista por 8 anos em campanhas publicitárias, revistas e filmes no Brasil, Peru, Paris e Berlin. Estudou moda e arte, e hoje consegue aliar sua paixão por imagens e palavras como editora de conteúdo para marcas de moda, e como cocriadora, curadora e escritora da revista Nin.

 

Letícia Novaes nasceu em 5 de janeiro de 1982. É escritora e atriz, além de cantora e compositora da banda Letuce. Ela assina colunas no jornal carioca O GLOBO e no blog da marca feminina Cantão. Zaralha é seu primeiro livro.

 

Maria Clara Drummond nasceu no Rio de Janeiro em 1986. Formada em jornalismo, escreve atualmente para a Harper’s Bazaar Brasil. Já colaborou com diversas revistas, escrevendo sobre moda, história, literatura e cultura. A festa é minha e eu choro se eu quiser é seu romance de estreia.

 

Máximo Ravenna nasceu em Buenos Aires, em 1947, e graduou-se na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Buenos Aires, em 1972. Desde o início de sua carreira, dedicou- se ao estudo da obesidade e dos distúrbios alimentares. Sua formação como clínico geral e psicoterapeuta permite que aborde a obesidade de um ponto de vista global, considerando todos os aspectos que intervêm nessa patologia. Com curso de especialização na respeitada Harvard Medical School (Department of Continuing Education), Ravenna é membro da Asociación Argentina de Obesidad e dos mais importantes organismos internacionais voltados para o estudo e tratamento da obesidade: a AOA – American Obesity Association; a NAASO – North American Association for the Study of Obesity; e a SAOTA – Sociedad de Obesidad y Trastornos Alimentarios –, afiliada à IASO – International Association for the Study of Obesity. Atualmente, é um dos mais prestigiados especialistas latino-americanos em obesidade.

 

Mirna Brasil Portella é carioca, nascida em 1974. Advogada, pesquisadora, escritora, roteirista e ilustradora, é pós-graduada em Formação do Leitor pelo Instituto Interdisciplinar de Leitura/Cátedra UNESCO de Leitura (PUC-Rio). É autora de quatro livros, dentre eles Carnavalança (2013) e Do mar (2014), que ganhou em 2015 o selo Altamente Recomendável FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil). Uma das coisas que mais gosta de fazer é flanar à procura de personagens.

 

Paula Gicovate cursou uma das primeiras graduações em formação do escritor do Brasil, na PUC-Rio, e hoje trabalha como roteirista, blogueira, redatora de marketing e o que mais envolver a palavra escrita. Já participou de diversas antologias de contos, mantém um blog literário há 10 anos e atualmente, além de redatora do programa “Esquenta”, da Rede Globo, também é criadora e roteirista da série “Só garotas”, dirigida por Maria Flor e exibida no canal Multishow. Publicou o livro de contos Sobre (o) tudo que transborda (Multifoco, 2009). Este é um livro sobre amor é seu primeiro romance.

 

Pedro Garcia é carioca, nascido e criado, mas como publicitário já trabalhou em Londres, São Paulo e Buenos Aires. O tempo que passou fora do país fez dele um brasileiro com olhar de gringo apaixonado, inspirando seu talento fotográfico. Seu primeiro livro, Cartiê Bressão, foi publicado pela Guarda-Chuva em 2013 e reúne alguns de seus melhores cliques. É sócio e cofundador da empresa Queremos!, que atua no exterior sob o nome WeDemand!, e promove shows a pedido dos fãs.

R. K. Narayan (1906-2001), abreviação de Rasipuram Krishnaswami Narayan, é um dos maiores romancistas indianos de língua inglesa do século XX. Nascido em Madras, atual Chennai, viveu grande parte da sua vida em Mysore, cidade histórica do Karnataka, estado do Sul da Índia. Inspirado nesses cenários construiu Malgudi, cidade imaginária onde é ambientada quase a totalidade de suas histórias. Seu gênio narrativo, que recebeu a alcunha de “Tchekov indiano”, admirado por escritores como Henry Miller e John Updike, foi descoberto por Graham Greene que, entusiasmado com seu primeiro romance, Swami e Seus Amigos, promoveu sua publicação, tornando-se seu mentor e grande amigo. Traduzidos em dezenas de idiomas, seus livros ganharam leitores no mundo inteiro e foram adaptados para filmes e seriados televisivos de sucesso.

 

Sérgio Sinay nasceu em 1947, em Buenos Aires, e hoje é um dos mais renomados especialistas em vínculos humanos do mundo. Atua como consultor e pesquisador em áreas como o casamento, a psicologia masculina, os laços entre pais e filhos e os relacionamentos interpessoais como um todo. Foi ganhador do prêmio de ensaios do jornal Lá Nación (onde escreve atualmente) com seu trabalho El varón contemporâneio ante el fin de siglo. Suas obras já foram traduzidas para o inglês, francês, italiano e português.

 

© Editora Guarda-Chuva 2016